France Gallop reduz para 5 o número de chicotadas permitidas em corridas

Nova regra passará a valer a partir desta sexta-feira.

01 de março de 2019

Dando continuidade à sua agenda em prol da eliminação do uso do chicote, nas corridas locais, a France Gallop reduziu para 5 o número máximo de chicotadas permitidas, num páreo. De acordo com publicação de Scott Burton, no website do Racing Post, a nova regra passará a valer a partir desta sexta-feira (1º de março).

Até o próximo dia 14, comissários franceses estarão autorizados a não penalizar jóqueis que, eventual e justificadamente, façam uso de uma sexta chicotada. Depois do prazo de transição, o sexto movimento ficará caracterizado, advertidamente, como infração propriamente dita.

A decisão, segundo a matéria, foi tomada pelo comitê normativo da entidade, na quarta-feira (27). Além da revisão da regra que limita a utilização do chicote, o comitê também teceu uma definição mais clara quanto a outra proibição, que diz respeito ao ato do jóquei, ao fazer uso do chicote, erguer o braço acima do limite permitido. Agora, a instrução, para esse delito de raia, considera como vedado que os cotovelos do jóquei, no ato da chicotada, ultrapassem a altura dos ombros.

As medidas vão de encontro à posição tomada, de longa data, pela France Gallop, quanto à crença de que a limitação da utilização do chicote vem a contribuir para a imagem das corridas de cavalo. Em 2016, quando já havia um teto de 8 chicotadas, na regra francesa, tal número foi reduzido para 6. Ademais, no plano de ensino dos aprendizes, na Association de Formation et d'Action Sociale des Ecuries de Courses, constam informações dando conta de que, estatisticamente, o último animal a ser castigado, numa corrida, tende a ser o ganhador.

As suspensões, na França, para pilotos que não observarem a norma, partirão de quantidades mínimas correspondentes ao número de chicotadas aplicadas. O jóquei, por exemplo, que aplicar 10 chicotadas, deverá ser suspenso, no mínimo, por 10 reuniões – e assim por diante.

Em solo europeu, a França passa a ser um dos mais rígidos países, nessa matéria, ao lado da Alemanha, que adota a mesma de tolerância, de 5 chicotadas – recomendando, porém, punições mais severas aos infratores, que incluem uma suspensão mínima de 14 dias e perda da premiação. Nas corridas britânicas, há limite de 7 chicotadas. Na Irlanda, não há análise quantitativa, para fins de julgamento e eventual punição, nesse sentido.

 
Redação ABCPCC
Capa: 
Corridas francesas tolerão um número máximo de 5 chicotadas.
Imagem: Racing Post
 

Histórico