Trajano Silva registra alta nas vendas da raça Crioula em 2017

O faturamento dos leilões da raça Crioula realizados com a Trajano Silva Remates alcançou o total de R$ 41,17 milhões no ano de 2017, o que significa uma alta de 51,7% em relação ao ano de 2016. A média final fechou em R$ 24,05 mil na venda de 1,53 mil exemplares, o que resultou em uma alta de 31,4% se comparado ao ano anterior.

21 de dezembro de 2017

 

 

O faturamento dos leilões da raça Crioula realizados com a Trajano Silva Remates alcançou o total de R$ 41,17 milhões no ano de 2017, o que significa uma alta de 51,7% em relação ao ano de 2016. A média final fechou em R$ 24,05 mil na venda de 1,53 mil exemplares, o que resultou em uma alta de 31,4% se comparado ao ano anterior.


Conforme o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, o ano foi bom para a raça Crioula, principalmente pelo volume de animais vendidos, que foi surpreendente. Lembra também que a leiloeira foi responsável por dois leilões históricos no ano. "Tivemos dois destaques que foi o leilão de liquidação da Itapororó, além do remate da Santa Edwiges com grandes valores de comercialização", ressalta.

 


Para o próximo ano, Silva estima que o momento econômico, que vem tendo crescimento, mesmo que em ritmo lento, deve reaquecer o mercado da raça. "Acredito que para 2018 com a economia melhorando, mesmo que devagar, a tendência é de termos uma comercialização melhor para o Cavalo Crioulo", observa.

 

Fonte: Agroeffective

Histórico