Nova geração hípica brasileira domina o Sul-Ameriano 2018

Entre 30/11 e 4/11, a nata jovem do hipismo da América do Sul esteve a postos no FEI Americas Jumping Championship - Campeonato Sul-americano da Juventude 2018 - no Club Deportivo Universidade Católica, em Santiago, no Chile.

07 de novembro de 2018

Estiveram em pista 132 conjuntos de nove países Argentina, Brasil, Chile, Peru, Bolivia, Equador, Costa Rica, Venezuela e Uruguai distribuídos nas categorias Pré-mirim (12 a 14 anos) - 1.10 metro, Mirim (12 a 14 anos) - 1.20 metro, Pré-junior (14 a 16 anos) - 1.30 metro, Junior (14 a 18 anos) e Young Riders (16 a 21 anos) - 1.45 metro.



Para os Times Brasil o resultado não poderia ter sido melhor: ouro, prata e bronze individual nas categorias Pré-mirim, Mirim, Pré-junior e Junior e na Young Riders, ouro. Na disputa por equipes, o Brasil foi ouro e bronze Pré-mirim, Pré-junior e Junior e ouro e prata na categoria Mirim. Na categoria Young Riders não teve pódios por equipes. Todos Campeonatos tiveram alto grau de dificuldade técnica nos percursos idealizados pelo francês Frédéric Cottier, course-designer dos Jogos Equestres Mundiais 2014 na Normandia.

 

sul-americano2018
A paulista Maria Luiza Vieira e Arica du Caillou venceram a categoria Pré junior tanto no individual, quanto por equipes



"O resultado do Brasil não poderia ser melhor com 100% de aproveitamento em todas as categorias. Parabéns a todos cavaleiros e amazonas, treinadores e pais que não mediram esforços para participação dos jovens talentos do hipismo brasileiro nesse Sul-americano. Estamos muito orgulhosos! E, sem dúvida, esse campeonato impulsiona a contínua evolução e formação das nossas equipes internacionais nos principais eventos do hipismo mundial", destacou Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). Além dos treinadores particulares, familiares também acompanharam a delegação do Brasil composta por 39 atletas, Caio Sérgio de Carvalho, diretor das categorias de base da CBH e chefe de equipe, e Pedro Paulo Lacerda, diretor de Salto da CBH.

 

sul-americano2018
Thales Marino foi mais um atleta de SP a faturar dois ouros com Deauville



Dos 39 atletas, São Paulo teve nas equipes brasileiras seis representantes da categoria Pré Mirim, três Mirins, oito Pré Juniores, seis Juniores e uma representante Young Rider, em um total de 24 ginetes que atuam no estado. Todos os conjuntos paulistas subiram ao pódio no Chile, seja por equipe, seja no individual, ou em ambos. 100% das medalhas de ouro individuais foram conquistadas por atletas de São Paulo, metade das de prata e duas medalhas de bronze. Confira abaixo os detalhes de cada categoria.



Só deu Brasil no Sul-Americano Pré-junior: Malu, ouro, Philip, prata e Lys, bronze

No sábado, 3/11, na primeira grande final individual - categoria Pré-junior (14 a 16 anos), a 1.30 metro, só deu Brasil no pódio iniciando a verdadeira chuva de medalhas. Sagrou-se campeã a amazona paulista Maria Luiza da Silva Martha Vieira, a Malu, montando Arica du Caillou que fechou o campeonato com somente 1,84 pontos perdidos (pp) trazidos da 5ª colocação da 1ª parcial e zerou os demais quatro percursos, ou seja, fechou o campeonato sem faltas nos obstáculos.

 

Belo clique dos vice-campeões Phillip Greenlees e Premiere Avignon
Belo clique dos vice-campeões Phillip Greenlees e Premiere Avignon



No Sul-Americano 2017 disputado na Argentina, Malu foi vice-campeã sul-americana Mirim (12 a 14 anos) e em 2016, bronze, no Internacional Pré-mirim no Sul-Americano em São Paulo, na Hípica Paulista. Também sem faltas, e apenas 2,34 pp da 1ª parcial, Philip Greenlees, representane da FPH e atual campeão mundial FEI Children, montando Premiere Avignon Z faturou o vice-campeonato.

 

Lys e Macarena conquistaram o bronze
Lys e Macarena conquistaram o bronze



Em 3º lugar chegou mais uma paulista, a bicampeã brasileira pré-junior 2017/2018 Lys Katherine Park Kang montando Macarena Tok, 3ª colocada na 1ª parcial com 1,46 pp, que "amargou" um derrube na 1ª passagem do GP Final, zerou a 2ª e fechou com 5,46 conquistando bronze.

 


Pódio Final Pré-junior - 32 conjuntos
Campeã Maria Luiza da Silva Martha Vieira / Arica du Caillou - Brasil - 1,84 pontos perdidos (pp)
Vice Philip Greenlees / Premiere Avignon Z - Brasil - 2,43 pp
3º Lys Katherine Park Kang / Macarena Tok - Brasil - 5,46 pp




Juniores do Brasil Thales, Marcelo e Felipe faturam ouro, prata e bronze no Sul-americano



Também no sábado, 3/11, na difícil final individual Junior (14 a 18), 1.40 metro, o Brasil dominou o placar. Sagrou-se campeão o jovem talento paulista Thales de Lima Marino com Deauville, integrante do time medalha de ouro por equipes em 1/11, totalizando apenas 7,85 pontos perdidos.

 

O paulista Marcelo Gozzi com Little Joe conquistando seu segundo vice-campeonato Sul-americano
O paulista Marcelo Gozzi com Little Joe conquistando seu segundo vice-campeonato Sul-americano



A dupla campeã sul-americana registrou 2,85 pp com o 5º lugar na 1ª parcial, perdeu apenas 1 ponto na 1ª passagem da final por equipes e no GP Final cometeu um derrube na 1ª e zerou a 2ª. Thales - que ao final do primeiro semestre sofreu um acidente e ficou mais de dois meses sem montar - foi campeão do Clássico no Indoor 2018 em 29/10, entre outras conquistas. Em Sul-americanos detém ouro por equipes Pré-junior em 2016, ouro por equipes Junior e bronze individual em 2017.

 

Felipe Teixeira e Ziramon correm para o abraço
Felipe Teixeira e Ziramon correm para o abraço



Com espetacular recuperação garantindo vitória com duplo zero no GP Final, o também paulista Marcelo Gozzi montando Little Joe, integrante da equipe medalha de ouro em 1/11, faturou o vice-campeonato com 14,82 pp, registrados na 1ª parcial e final por equipes. Entre outros títulos, Gozzi foi campeão brasileiro Pré-junior 2016/2017 e vice Sul Americano Pré-junior 2016.



Já a medalha de bronze ficou com o brasiliense Felipe Pereira Teixeira montando Ziramon VDL que no GP Final perdeu apenas 1 ponto na 1ª volta e zerou a 2ª fechando o campeonato com 18,68 pontos perdidos. Outros dois conjuntos brasileiros fecharam em 4º e 6º lugar, respectivamente, Laura Bosquirolli Tigre com Fluer de Vauxelles, 21,43 pp, e Raphael Montesano Mari montando Gicara 2, 25,72 pp.

 


Pódio Final Individual Junior - 27 conjuntos
Campeão Thales de Lima Marino / Deauville - Brasil - 7,85 pp
Vice Marcelo Gozzi / Little Joe - Brasil - 14,82 pp
3º Felipe Pereira Teixeira / Ziramon VDL - 18,68 pp




Top do Brasil Victoria Mendonça com Una Bella é a campeã sul-americana Young Riders


Complementando a rodada de ouro brasileira das categorias Pré-junior e Junior no sábado, 3/11, a top paulista Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça com Una Bella 9 sagrou-se campeã sul-americana Young Riders 2018.



Victoria, 20, e Una Bella garantiram a 3ª colocação na primeira parcial com 3,91 pontos perdidos, na 2ª parcial com dois percursos computaram apenas um derrube no primeiro e no GP Final garantiram vitória com dois percursos limpos conquistando o título com apenas 7,91 pp. Entre outras inúmeras conquistas, Victoria, um dos principais nomes da nova geração do hipismo, foi campeã sul-americana Junior em 2016.

 

Victória e Una Bella voando em clique espetacular de mais um conjunto paulista a conquistar o ouro
Victória e Una Bella voando em clique espetacular de mais um conjunto paulista a conquistar o ouro



Pelas cores da Argentina Emilia Grimaldi com Pegasus Athenea e Victoria Garcia Colombo montando NM Daikiri fecharam o pódio 100% feminino totalizando, respectivamente, 40,14 pp e 110,10 pp. Pelas cores do Brasil, o catarinense Leonardo Matheus Tafner com VDL Aberlino fechou o Campeonato em 4º lugar, 110,10 pp.

 


Pódio Final Individual Young Riders - 5 conjuntos
Campeã Victoria Junqueira Ribeiro de Mendonça / Una Bella 9 - Brasil - 7,91 pp
Vice Emilia Grimaldi / Pegasus Athenea - Argentina - 40,14 pp
3º Victoria Garcia Colombo / NM Daikiri - Argentina - 53,68 pp




Pré-mirins do Brasil dominam o pódio no Sul-americano: Vivian conquista ouro, Duda, prata e Chloe, bronze


Na categoria Pré-mirim (12 a 14 anos), primeira decisão no domingo, 4/11, mais uma vez o Brasil não deu chances aos adversários. Dos 39 conjuntos que largaram na competição nada menos que nove chegaram ao final da terceira prova sem faltas e garantiram um emocionante desempate para definição do pódio. Sagrou-se campeã em pódio 100% paulista, Vivian Katherine Park Kang com Luna Pullman, bronze no Brasileiro 2018, que cruzou a linha de chegada sem faltas na ótima marca de 30s71.

 

Vivian e Luna no galope da vitória 100% paulista
Vivian e Luna no galope da vitória 100% paulista



Também pelas cores do Brasil Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna, a Duda, montando SL Opio garantiu o vice-campeonato, pista limpa, 33s21.

 

A pequena Duda e seu gigante SL Ópio
A pequena Duda e seu gigante SL Ópio



Chloe Tanzilli Teillere com Freestyle M foi bronze, sem faltas, 33s32. Com percurso limpo em 33a98, a brasileira Maria Fernanda Freitas Barreto Vitor com Cassiana foi 4ª.

 

Chloé e Freestyle mostrando a que vieram
Chloé e Freestyle mostrando a que vieram



Pódio Final Individual Pré-mirim - 39 conjuntos


Campeã Vivian Katherine Park Kang / Luna Pullman - Brasil - 0 pp - 0/30s71
Vice Maria Eduarda Botelho Rosa Vianna / SL Opio - Brasil - 0 pp - 0/33s32
3º Chloe Tanzilli Teillere / Freestyle M - Brasil - 0 pp - 0/33s32




Mirins do Brasil Eduardo, Antonio e Gabriela conquistam ouro, prata e bronze no Sul-americano 2018



Na decisão da categoria Mirim (12 a 14), quinta e última final do Campeonato Sul-americano da Juventude 2018 no domingo, 4/11, mais uma vez só deu Brasil. Sagrou-se campeão o ginete paulista Eduardo Coelho Barbara, o Dudu, montando Quatour de Coutol, único dos 29 concorrentes que largaram na competição a fechar os cinco percursos do campeonato sem faltas. Entre outras conquistas Dudu é campeão brasileiro pré-mirim 2017 e campeão do ranking brasileiro mini-mirim 2016.

 

O top paulista Dudu e seu premiado Quatour de Coutol
O top paulista Dudu e seu premiado Quatour de Coutol



Outros três jovens talentos com apenas um derrube foram ao desempate para definição das medalhas de prata e bronze. Com atuação perfeita, sem faltas, em 34s52, o gaúcho Antonio Johannpeter Cirne Lima com SL Ordeiro honrou o Brasil com o vice-campeonato.

 

Antonio e SL Ordeiro
Antonio e SL Ordeiro



Fechando o pódio 100% verde amarelo a paranaense Gabriela Munhoz Ongaratto Furlan montando HSL Brandy, pista limpa, 37s79, garantiu a medalha de bronze.

 

Gabriela e HSL Brandy
Gabriela e HSL Brandy



Também chegou entre os top 6: a paulista campeã sul-americana mirim 2017 Maithe de Lima Marino com Donadoni BH, empatada em 5º lugar com 5 pontos perdidos (pp).

 


Pódio Final Individual Mirim - 29 conjuntos
Campeão Eduardo Coelho Barbara / Quatour de Coutol - Brasil - 0 pp
Vice Antonio Johannpeter Cirne Lima / SL Ordeiro - Brasil - 4 pp - 0/34s52
3º Gabriela Munhoz Ongaratto Furlan / HSL Brandy - Brasil - 4 pp - 0/37s79




FPH com a fonte: Imprensa CBH e fotos: Luis Ruas

13/11/2018 Prova em Viamão abre o ciclo de La Rienda

Prova em Viamão abre o ciclo de La Rienda

12/11/2018 ABQM cumprimenta Tereza Cristina por indicação para o Ministério da Agricultura

ABQM cumprimenta Tereza Cristina por indicação para o Ministério da Agricultura

12/11/2018 Cavalo e Café

Cavalo e Café

12/11/2018 Critérios de seleção para Marcha FICCC são definidos

Critérios de seleção para Marcha FICCC são definidos

12/11/2018 Brasileiro de Adestramento agita a sociedade Hípica Paulista

Brasileiro de Adestramento agita a sociedade Hípica Paulista

12/11/2018 Future Queen resiste a Escalera Real no GP Marciano de Aguiar Moreira (gr.II).

Future Queen resiste a Escalera Real no GP Marciano de Aguiar Moreira (gr.II).

09/11/2018 A 16ª Prova de Tambor FNSL esta chegando!

A 16ª Prova de Tambor FNSL esta chegando!

09/11/2018 Antecipação da anuidade e visita técnica programada tem prazos em novembro

Antecipação da anuidade e visita técnica programada tem prazos em novembro

Histórico