Alberto Guerra

Alberto Guerra

Marketing Equestre

Dinheiro e cavalos ou cavalos e dinheiro?

16 de maio de 2016

- Alberto Guerra

                                              Dinheiro e cavalos ou cavalos e dinheiro?

Quando dizemos as pessoas que trabalhamos com cavalos, elas imediatamente remetem a leilões, cavalos caríssimos, algo somente para ricos, e consequentemente pensam que ganhamos rios de dinheiro de uma maneira simples e fácil.

Sabemos que a realidade está muito distante deste pensamento, porém existem profissionais que se aventuram neste mercado sem considerar o “fator cavalo”. Ou seja, não buscam aprender sobre estes animais e qual é a verdadeira realidade do mercado. Utilizam-se de comparações inválidas: “Fulano” disse algo que funciona; “Ciclano” redescobriu a roda na importação de um garanhão que promete revolucionar a raça. Estas pessoas compram isso, não por maldade ou má fé, simplesmente por não conhecerem cavalo e sem muitos critérios de avaliação.

Por duas vezes nesta semana escutei a palavra: dinheiro, antes de falarmos sobre cavalos, ou antes, de falarmos sobre o mercado.

Coincidência ou não são pessoas que não vem de uma história relacionada a cavalos ou tem uma vaga ideia de tudo que envolve um cavalo. São pessoas que não conhecem e para mim o que é pior, não buscam conhecer cavalo, as realidades, necessidades, mitos e verdades sobre o mercado e a partir daí sim falarmos em dinheiro ou lucros.

Sempre acreditei que o dinheiro deve ser consequência de um trabalho bem feito, não disse que o trabalho destes profissionais não seja bem feitos, mas possivelmente a base em que seus negócios são feitos podem ser frágeis ou mesmo limitadas quando conversamos em evolução.

De fato o mercado é enorme com espaço para todos, mas o futuro será certamente a comercialização de soluções para o mercado e cada vez mais os consumidores saberão identificar estes profissionais, pois eles estão constantemente em busca de conhecimento profundo e verdadeiro.