Luiz Roberto Giugni

Luiz Roberto Giugni

2016: ano olímpico após conquistas para o hipismo brasileiro

2016: ano olímpico após conquistas para o hipismo brasileiro

11 de maio de 2016

- Luiz Roberto Giugni

2016: ano olímpico após conquistas para o hipismo brasileiro

Em 2015, além de medalhas no Pan, o sucesso no evento-teste e campeonatos pelo Brasil

O ano de 2015 foi de conquistas, avanços e evoluções para o hipismo brasileiro. O ano pré-olímpico, quando todos os atletas competem com o objetivo de se conquistar uma vaga na equipe que defenderá o Brasil nos Jogos, desta vez foi mais especial. Justamente por termos a Olimpíada no quintal de casa, no Rio de Janeiro. O hipismo, que será realizado no complexo de Deodoro, teve seu último evento-teste realizado exatamente um ano antes do início dos Jogos e rendeu elogios da parte dos competidores.


O ano olímpico começou e a rotina de treinos e competição aumentou. Os brasileiros viajam pelo mundo atrás de bons resultados em busca de uma vaga na equipe olímpica. No salto, a temporada na Florida, nos Estados Unidos, abriu o ano com bons resultados de Rodrigo Pessoa Doda Miranda, Eduardo Menezes e Fabio Leivas ,entre outros cavaleiros, sob o comando do novo técnico de Salto do Brasil, o americano George Morris. Outros cavaleiros,como Marlon Zanotelli , Pedro Veniss e Stephan Barcha ficaram na Europa em competições antes do início da temporada no continente.


Os atletas do adestramento, comandados pela treinadora Mariette Witages, fazem a preparação na Europa em busca do índice olímpico. João Victor Marcari Oliva, Luiza Tavares de Almeida, Pedro Tavares de Almeida, Sarah Waddel e Leandro Aparecido já registraram a marca exigida pela Federação Internacional - FEI.


Também visando a preparação para os jogos do Rio,os cavaleiros  da equipe do CCE - Concurso Completo de Equitação- que residem no Brasil, se juntaram no Interior da Inglaterra aos demais cavaleiros residentes na Europa sob o comando do técnico Mark Todd para treinos especiais e participação no circuito europeu da modalidade. Atletas como Marcio Jorge Carvalho, Henrique Pinheiro, Marcelo Tosi, Marcio Apel, Ruy Fonseca , Carlos Paro e Gabriel Cury já trabalham com os cavalos em busca de bons resultados.


Em 2015, além da meta para os Jogos Olímpicos os cavaleiros e amazonas da modalidade Salto, ainda possuíram olhos para importantes competições anuais realizadas no país, como Campeonato Brasileiro Hyundai Sênior Top, o Circuito Indoor AB Concessões, ambos organizados pela Confederação Brasileira de Hipismo, além dos Jogos Pan-americanos, que neste ano foram realizados em Toronto.


Aqui no Brasil o ano foi de José Roberto Reynoso Fernandez que “abocanhou” as duas importantes competições. Em todas as provas estavam os principais cavaleiros brasileiros.O Circuito Indoor AB Concessões de 2015 foi divido em seis etapas, com provas de salto, disputas em picadeiros cobertos.


O Campeonato Brasileiro Hyundai Sênior Top foi dividido em oito etapas  ao longo do ano, sendo a última delas realizada na Hípica Paulista. Além do título de Campeão Brasileiro,José Roberto Reynoso também levou também  um carro Hyundai IX35 0km.


O foco agora é total nas Olimpíadas no Rio. Juntamente com os atletas, comissões técnicas e Treinadores a CBH está trabalhando firme com o objetivo de fazer uma grande competição e dar nosso máximo pela conquista de medalhas.